Imigrar para Portugal como turista é uma boa ideia?

0
imigrar para Portugal como turista

Pode parecer mais fácil imigrar para Portugal como turista, principalmente porque os cidadãos brasileiros podem entrar em Portugal de forma relativamente simples como turista.

Mas, além de ser ilegal, residir em Portugal sem o visto correto é uma cilada.

Neste post vou explicar o que você precisa para entrar em Portugal como turista e quanto tempo você poderá ficar no país.

Por fim, vou te explicar porque você não deve imigrar para Portugal sem o visto correto!

Atenção! Não vou detalhar aqui o que é necessário para morar legalmente em Portugal e fazer a migração com segurança. Caso queira saber mais sobre isso, dá uma olhada neste vídeo:

Turistas precisam de visto para visitar Portugal?

Não. Brasileiros não precisam de visto de turismo para entrar em Portugal.

Portugal é um país integrante do Espaço Schengen, que atualmente abrange 26 países europeus, 22 dos quais pertencem à União Europeia.

Brasileiros podem circular livremente entre os países do Espaço Schengen sem necessitar do visto para turista, também chamado de Visto Schengen.

Mas, isto não significa que você poderá entrar no país sem restrições. Você deve cumprir alguns requisitos para não ter problemas na imigração. Elencamos estes requisitos a seguir.

Requisitos e documentos necessários para entrar em Portugal como turista

Caso você vá visitar Portugal a passeio, você precisa observar algumas regras impostas pelo país para entrar como turista:

  • Passaporte com validade superior a 3 meses após a sua data de saída da Europa;
  • Comprovante de onde ficará hospedado durante as férias (reserva do hotel) ou “carta convite” de um parente/amigo que irá recebê-lo;
  • Documento que comprove o vínculo de trabalho ou atividade profissional no Brasil (declaração emitida pela entidade patronal, pública ou privada – importante observar que, na prática, não notamos uma frequência deste pedido, mas está na lista do Consulado Português, então, peque por excesso!);
  • Comprovante dos meios financeiros para suportar a estada, equivalentes a 75 euros por cada entrada em território nacional, acrescidos de 40 euros por cada dia de permanência;
  • Passagem aérea de ida e volta;
  • Seguro viagem válido pelo tempo da estadia;
  • Teste negativo de Covid-19 ou certificado de vacinação (atentar à regra vigente no momento da viagem).

Procedimentos

As autoridades de fronteira de Portugal podem recusar a entrada de turista brasileiro que não tenha estes documentos ou se desconfiarem que a visita será, na verdade, com intuito de residir. Além destes documentos, podem pedir outros e fazer diversas perguntas para confirmar se, efetivamente, você entra como turista ou com intuito de residir.

Recomendo que você organize estes documentos e deixe tudo armazenado em um único local. Se puder, leve cópias impressas de tudo que poderá ser solicitado. Assim, você terá tudo a mão caso solicitem, além de evitar aquele desconforto de ficar procurando onde está cada documento, seja no e-mail, impresso, no app da empresa de turismo, no app da companhia aérea e assim por diante.

Quanto tempo posso ficar em Portugal como turista?

Tempo de permanência em Portugal como turista

Brasileiros podem permanecer legalmente no país por até 90 dias, se estiverem visitando Portugal a passeio.

Este prazo é concedido a brasileiros, sem necessidade de visto específico, também nos seguintes casos:

  • Viagem a negócios;
  • Cobertura jornalística; e
  • Missão cultural.

Caso ocorra algum imprevisto e você precise ficar por mais tempo, será necessário ir até o SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e solicitar a prorrogação da sua permanência no país, que poderá ser estendida por até, no máximo, 90 dias.

Mas, atenção! Esta prorrogração não significa que você pode imigrar para Portugal como turista, ou seja, residir no país sem o visto adequado.

E se você estiver vindo a passeio, não deixe de conferir as dicas do que visitar em Lisboa em 3 dias neste artigo aqui.

Porque você não deve imigrar para Portugal como turista?

Porque esta prática é ilegal! Apesar de Portugal ter formas de regularizar quem fica no país (ainda que leve anos para isto), a entrada como turista é para turismo. A lei determina que a entrada para residir depende de um visto de residência!

É muito comum ouvirmos casos de brasileiros que entraram em Portugal como turistas e, só depois, regularizaram sua situação no país ou continuam vivendo de forma irregular.

O problema é que se estiver irregular, você não poderá usar o serviço de saúde público, exceto em situações de emergência, dificilmente alugará um imóvel ou terá acesso a algumas vagas de emprego.

Por exemplo: de acordo com a legislação portuguesa, um imigrante pode trabalhar no país desde que tenha o visto que autorize a atividade profissional.

Além de correr riscos, imigrar para Portugal como turista pode frustar seus planos por falta de planejamento adequado, acabar perdendo mais dinheiro e passando aperto do lado de cá do oceano. A vida fica difícil, complicada, penosa, você se frusta e vai achar que o problema é o país e não a forma como você chegou. O planejamento anterior fará da sua migração um sucesso. Planeje seu visto!

Por tudo isso que expliquei até aqui, você percebeu que é fundamental solicitar o visto específico para o seu caso, certo? Aqui você encontra os tipos de visto existentes para cada situação.

Um bom planejamento e o apoio da assessoria migratória podem encurtar este caminho. Você não perderá tempo entendendo todo o processo migratório.

Garanto que vale mais a pena e é mais seguro do que se aventurar na mudança para Portugal apenas com visto de turista.

Até a próxima,

Edilene Gualberto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.