Estamos em Portugal – planejamento

3

E hoje temos uma convidada para lá de especial aqui no Blog: a Denise Di Biasi, que escreve o perfil Estamos em Portugal no Instagram, nos contará a aventura de mudar para Portugal – e o planejamento – com o marido, 2 filhos e um cachorro.

Você pode acompanhar outros textos da Denise aqui: 4 meses em Portugal e a Lua de Mel com o País e o Vida de Imigrante em Tempo de Pandemia!

Denise, obrigada por aceitar meu convite. E fique à vontade. Este espaço é todo seu!

Sobre mim – Denise – e minha família

Família brasileira em Portugal
Minha família em Portugal

Antes de começar a contar a nossas aventuras em terras portuguesas, preciso me apresentar: meu nome é Denise, sou casada com o Marcello e mãe do Lucas (14 anos) e da Laura (9 anos). Temos também um cãozinho, o Caco, ele também faz parte de tudo isso. Morávamos em Alphaville (SP) até nos mudarmos para Portugal. Hoje moramos em Braga, a terceira maior cidade do país, pertinho do Porto, no norte de Portugal.

Morar fora do Brasil nunca foi algo que realmente cogitamos acontecer com toda a família reunida. Sempre pensamos que o futuro das crianças seria em outro país, seja em um programa de intercâmbio ou fazendo uma faculdade fora. Só nunca imaginamos que eu e o Marcello também faríamos parte dessa jornada.

Visto certo para Portugal

Como surgiu a vontade de sair do Brasil

O destino “Portugal” apareceu em nossas vidas de uma forma um pouco estranha, esse não foi o nosso “plano A”. Após retornarmos ao Brasil de uma viagem de férias para o Canadá (julho/2017), decidimos que pesquisaríamos sobre a possibilidade de nos mudarmos para lá. Passamos três meses pesquisando incansavelmente os processos de imigração, voltei a estudar inglês e contratamos uma consultoria para nos auxiliar.

Dia após dia a empolgação crescia – mas junto dela, o medo de não dar certo também bateu forte (é uma coisa que sempre deixo claro: planejamento e pés do chão são fundamentais). Nosso plano era realmente muito arriscado e em um momento de lucidez, achamos melhor desistirmos de tudo e assim o fizemos.

Em novembro o Marcello me perguntou o que eu achava se nos mudássemos para Portugal. Inicialmente não gostei da ideia, até que ele me mostrou um tipo de visto que se encaixava em nosso perfil, o visto D7. Aos poucos a empolgação foi surgindo novamente e a vontade de dar certo apareceu com força total.

Cena que eu tinha em mente quando chegasse em Braga/Portugal

No dia 27/12/2017 enviamos a documentação para o Consulado Geral Português em São Paulo, após dois meses fizemos a entrevista e em abril tivemos a aprovação final. Foi nesse momento que a ficha caiu: nós realmente iríamos nos mudar! Isso de fato iria acontecer.
Só então divulgamos a notícia aos amigos e o Marcello pediu demissão – após 16 anos trabalhando em uma mesma empresa (coragem!!).

Visto para aposentados em Portugal

Organização da mudança para Portugal

Começamos a nos desfazer de tudo, desapego total quase sem dor no coração! Criei um grupo no whatsapp com as amigas e através dele vendemos praticamente tudo o que tínhamos. Livros e algumas roupas foram doados e os poucos objetos restantes foram enviados para uma empresa especializada em vendas. Fizemos intermináveis despedidas com os amigos, não foi nada fácil. “Tirar” as crianças do convívio com a família e os amigos foi uma das decisões mais difíceis que tivemos que fazer.

Momento desapego

E assim os dias foram passando, super tumultuados e com muitas providências a serem tomadas. Conforme os últimos dias de aula se aproximavam, mais a Laura chorava. Ela soluçava todas as noites, era de partir o coração. Enquanto isso, o Lucas sofria “sozinho”. Ele é mais reservado e tem a tendência a não demonstrar o que sente, mas só uma mãe sabe: ele também estava sentindo.

Ambos ganharam uma festa surpresa: o Lucas ganhou uma “balada” com direito a um vídeo de despedida emocionante feito pelos amigos e a Laura ganhou um café da manhã especial. Todas as amigas a estavam esperando em nossa casa e permaneceram juntas até o anoitecer!

Uma semana antes da nossa partida nos mudamos para o apartamento dos meus pais. Já não tínhamos mais os nossos móveis, tudo já estava vendido. Ver a nossa casa completamente vazia e cheia de eco foi uma sensação estranha. Estávamos felizes e empolgados por um novo recomeço, mas também um pouco tristes por deixarmos toda uma vida muito feliz para trás. E também com medo do que ainda iríamos viver.

o que são vistos

Por que sair do Brasil?

A decisão de sairmos do Brasil foi basicamente pelo futuro das crianças. Queremos que cresçam em um lugar onde se sintam seguros, sem medo, com qualidade de vida, conhecendo a diversidade e tendo acesso a boas oportunidades. Queremos que se sintam livres para ir e vir em qualquer lugar, que possam ser cidadãos do mundo.

Já eu e o Marcello queríamos uma vida mais “light”, sem o stress do trabalho, sem o medo de assalto ou de levarmos um tiro no trânsito por um motivo qualquer. Infelizmente não tínhamos isso, não no Brasil.

Posso escrever aqui como foi a nossa despedida com a família, mas nada do que colocar vai conseguir transmitir o que sentimos naquele dia. Só posso falar uma coisa: apenas quem passa por isso saberá o que estou falando: é inexplicável.

Nossa “vida” em malas 

E então, no dia 22/07/2018, a aventura começou. Estamos em Portugal! Aos poucos contarei para vocês como está sendo essa nova vida por aqui, espero que gostem!

Continuem acompanhando nossa trajetória! No próximo post eu falo dos nossos 4 meses em “lua de mel” com Portugal.

Família brasileira vivendo em Braga Portugal

Denise Di Biasi, mãe do Lucas (14), da Laura (9) e do Caco – o cão! Administradora de empresas (ou dona de casa, se preferir) e casada com o Marcello desde Maio/2000. Em Julho de 2018 disseram adeus para pessoas amadas, abriram mão da vida estabilizada, venderam a casa e o Marcello pediu demissão do trabalho de 16 anos. Deixaram o Brasil e uma grande parte do coração dentro dele…

Consultoria migratória

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.