Coronavírus Covid-19 em Portugal

0
Covid 19 Portugal

O novo coronavírus, chamado de Covid-19, que teve início na China em Dezembro/2019, vem alarmando o mundo todo, e Portugal não ficou fora deste cenário. Muito pelo contrário, já que é vizinha da Espanha e da Itália, países fortemente afetados.

Este texto é para que você possa entender como está sendo a pandemia atualmente em Portugal e entenda as fases de desconfinamento que está vivendo atualmente.

Comentem ao final e compartilhem com os amigos!

Atualizado em 26.05.2020.

Visto certo para Portugal

OMS decretou a pandemia

Dia 11.03.2020 foi um marco para o mundo relacionado ao Coronavírus Covid-19: a OMS – Organização Mundial da Saúde declarou que o estado atual do Coronavírus Covid-19 é de pandemia, termo usado para quadros de epidemia em grande proporção, com nível mundial.

“Nas últimas duas semanas, o número de casos de Covid-19 [doença provocada pelo vírus] fora da China aumentou 13 vezes e a quantidade de países afetados triplicou. Temos mais de 118 mil infecções em 114 nações, sendo que 4 291 pessoas morreram”, justificou Tedros Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.

A justificativa é a de que a OMS realizou uma avaliação permanente desse surto e ficou profundamente preocupada com os níveis alarmantes de disseminação e gravidade, bem como com os níveis alarmantes de inação, com mais de 135.000 casos até o presente momento (13.03.2020), segundo o Novel Coravírus Map que tem informação em tempo real sobre os infectados.

Com a decretação da pandemia e os novos casos, governo português teve que tomar várias medidas!

Como o Coronavírus Covid-19 afetou Portugal inicialmente

No dia 11.03.2020 fiz uma Live no Youtube e Instagram falando sobre Portugal e tive participação de brasileiras que moram na Itália, conforme vídeo abaixo, informando qual era a situação até 10.03.2020, quando não tínhamos o pronunciamento do Primeiro Ministro sobre suspensão de aulas.

Falei sobre a baixa no turismo, o desespero das pessoas nos mercados, as restrições de eventos e fechamentos de locais fechados que costumam ter grande número de frequentadores.

Até, então, o anúncio era de que as escolas não fechariam e que, segundo a Ministra da Saúde e Presidente do Conselho Nacional de Saúde, só fechariam depois uma análise caso a caso, como podem conferir na reportagem Coronavírus: ministra da Saúde diz que é preciso ponderar os efeitos de fechar escolas.

Foi na noite de 12.03.2020, o Primeiro Ministro Português, António Costa, anunciou o encerramento das escolas e discotecas: “Manda a prudência que determinemos a suspensão de todas as atividades letivas presenciais”.

Consultoria migratória

As coisas mudaram bastante, sendo que em 6 dias o número de infectados foi de 59 para 642 (194 a mais que o dia anterior) e com 4.030 suspeitos, e as primeiras mortes foram confirmadas: uma em 16.03.2020: um senhor de 80 anos que estava internado em Lisboa, e outra em 17.02.2020: presidente do conselho de administração do Banco Santander Portugal, António Vieira Monteiro.

Notícias atualizadas no portal da DGS – Direção Geral da Saude diariamente.

Em 18.03.2020, dos 642 casos confirmados de Covid-19 em Portugal, a DGS disponibilizava as seguintes informações:

  • 16 criança com menos de 10 anos
  • 36 jovens entre os 10 e os 19 anos
  • 87 casos entre 20 e 29 anos
  • 117 casos entre 30 e 39 anos
  • 138 casos entre 40 e 49 anos
  • 92 casos entre os 50 e os 59 anos
  • 77 casos entre os 60 e 69 anos
  • 49 casos entre 70 e 79 anos
  • 30 casos entre 80 e 89 anos

A região Norte superava a Sul em números: 289 no Norte, 243 em Lisboa e Vila do Tejo, 74 no Centro, 21 no Algarve, 3 nos Açores e os primeiros 2 casos em Alentejo.

Números da DGS em 17.03.2020

Em 26.05.2020, passados 70 dias do início da pandemia, Portugal apresenta os seguintes números:

Covid 19 Portugal
Covid Portugal numeros de maio 2020
Covid Portugal maio

Em 18.03.2020 foi declarado o Estado de Emergência Nacional alerta, “todos os cidadãos e demais entidades privadas estão obrigados, na área abrangida, a prestar às autoridades de proteção civil a colaboração pessoal que lhes for requerida, respeitando as ordens e orientações que lhes forem dirigidas e correspondendo às respetivas solicitações”, ou seja, toda a população portuguesa fica abrangida.

Considero que as medidas mais importantes que foram tomadas para conter o vírus foram aquelas relacionadas aos confinamento obrigatório e liberação de saídas para coisas urgentes e necessárias, mercados, farmácias, centro de saúde; suspensão de todos os estabelecimentos de ensino (escolas, universidades, creches, ATL) e estabelecimentos em geral, apoios aos trabalhadores e obrigatoriedade do teletrabalho (home office), entre outras.

Agora, lidar com a consciência populacional é, certamente, o maior desafio do governo, mas a população portuguesa deu um exemplo de solidariedade, disciplina e consciência que ajudou muito a conter os altos números do vírus: ruas vazias, mercados vazios, metros vazios, dão sinal de que a população aderiu ao “#FicaEmCasa .

Portugal, um exemplo a ser seguido?

Diversos jornais dos mais variados países têm escrito sobre a admiração por Portugal e a forma como ele tem lidado com a pandemia. Inclusive, o noticiário da Globo, Fantástico. Um jornal francês chamou de “mistério português”. Vamos entender porquê?

Os números de infectados em Portugal são muito abaixo dos países vizinhos como Espanha (que tem 4 vezes e meia a população de Portugal) ou Itália (que tem 6 vezes a população de Portugal): Portugal tinha 17.448 infectados, enquanto Itália tinha 162.488 e Espanha 172.752, segundo informações do Bing .

✔️ Seria por questão política? O governo português tem conseguido alinhar as ideias com a oposição que tem ficado do lado do Primeiro Ministro nas decisões. Também vem de uma continuidade governativa, já que mantém o atual governo há um tempo (Espanha teve 4 eleições desde 2015).

✔️ Ou é questão geográfica? Portugal faz fronteira com apenas um país, a Espanha, e fechou as fronteiras logo que o número de infectados começou a subir. Ou ainda, está no extremo oeste da Europa e a pandemia passou por outros países antes de chegar aqui (e quando estava para chegar, as medidas de isolamento já estavam valendo).

✔️ O fato de viver do turismo? Como os casos de infectados começaram no inverno, havia menos turistas que o habitual, e com o fechamento de fronteiras terrestres e aéreas, não precisou lidar com muitos turistas e infectados importados.

✔️ A disciplina do povo português? O primeiro ministro vem elogiando sempre a população, afirmando que são disciplinados e, com poucas exceções, vêm colaborando com todas as determinações do governo.

Seria Portugal uma exceção na Europa? Pergunta o jornalista francês Anthony Bellanger. Ou seria apenas sorte?

Como moradora de Portugal e acompanhante ativa dos números no país, acredito que todas as opções são verdadeiras. E acredito que Portugal é um dos países menos valorizados da Europa,  o “primo pobre”, e parece que chegou o momento de mostrar seu valor.

E você, que vem planejando morar aqui em Portugal, e está desanimado com a pandemia, anime-se: o país tem surpreendido!

Tire suas dúvidas sobre morar em Portugal

Desconfinamento gradual em Portugal

No dia 03.05, domingo, começou a transição do estado de emergência para calamidade, com redução das medidas de confinamento, mas que mantém o dever de recolhimento e afastamento físico, regras de higiene, uso de máscaras e lavagem de mãos.⠀

Para tanto, o governo criou um calendário de medidas que entra em vigor a cada 15 dias e, em cada mudança de fase, reavalia se tem condições de avançar ao passo seguinte ou recuar. No próximo dia 01.06 inicia a terceira e última fase prevista pelo Governo, com liberação de todos os lugares e comércios, mas sempre com medidas de restrição e higiene.

Sobre as razões da transição:

  • Evolução da pandemia: o primeiro caso foi diagnosticado há 2 meses e o risco da curva de crescimento foi menor que o esperado;
  • O Serviço Nacional de Saúde demonstrou ter capacidade de suportar os doentes, com alta porcentagem de testes e, nos piores momentos da pandemia, a taxa de ocupação das camas das unidades de cuidados intensivos foi de 50% e 65%, provando a capacidade de cuidar dos doentes intensivos;
  • Há máscaras e desinfetantes (álcool, especialmente)no mercado em quantidade que permite uma volta gradual e progressiva, com cautelas.

Reforça o que sempre digo: primeiro fecha, isola, ensina como lidar e testa como as coisas andam. Depois, solta aos poucos e avalia se as pessoas e o governo já conseguem gerir a nova situação. Afinal, o vírus continua aí e depende muito mais da população tomar precauções agora!

E o que mudou:

  • Obrigatório o uso de máscaras ou viseiras para o acesso em espaços, comércios, órgãos públicos e transportes coletivos;
  • Proibição de qualquer aglomeração/evento com mais de 10 pessoas;
  • Transportes públicos limitados a 2/3 da sua lotação;
  • Em Maio continuou obrigatório o teletrabalho (home office) em todas as atividades profissionais que o permitam, e a partir de 1 de junho será possível voltar, mas, progressivamente;
  • Reabertura dos balcões dos serviços públicos com marcação prévia e de todas as lojas de rua (primeiro até 200m2, depois 400m2 e dia 1º, geral), livrarias e comércio de automóvel, cabeleireiros e serviços de higiene pessoal com marcação prévia.
  • A partir de 01.06, abrem todos os comércios e também creches e pré-escolas.

Qualquer mudança, este texto será atualizado!

Oremos por Portuga, pelo Brasil, pelo Mundo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.