Uma visita a Barcelos, a cidade do galo

0
Por que visitar Barcelos

Como todos sabem, Portugal é um país com mil maravilhas e sempre que possível, precisamos conhecê-las. Barcelos, a cidade do Galo, é nosso tema de hoje como sugestão de cidade bem charmosa do interior de Portugal.

Está à procura de um lugar lindo dentre aos milhares que temos em Portugal? Banhada pelo rio Cávado, Barcelos é uma cidade pequena, próxima a cidade de Braga. Cheia de tradições, construções antigas e história. A cidade também é um ponto de passagem do conhecido Caminho de Santiago.

É muito conhecida por ser o berço da lenda do Galo de Barcelos, o mundialmente conhecido símbolo de Portugal.

Uma vantagem para conhecer a cidade é o fácil acesso de comboio. Uma viagem que dura em média 1h e 10 minutos, onde você tem a privilegiada vista de muitas paisagens verdes e rios.

No texto de hoje irei apresentar um pouco do porque e o que conhecer na cidade, a famosa lenda do Galo e a gastronomia que você encontra lá.

Aproveite para ler o nossos posts sobre o Cais de Gaia e a famosa francesinha!

Consultoria migratória

Por que visitar Barcelos

Barcelos é uma cidade de grande importância histórica e religiosa, possui um vínculo com a cidade de Santiago de Compostela por ser há séculos um dos pontos da história e do caminho de Santiago. Sendo assim uma referência para os peregrinos que partem do Porto.

Uma coisa que você tem o prazer de presenciar em toda visita a Barcelos, são peregrinos caminhando pela cidade com a sua grande mochila nas costas e um sorriso no rosto.

A cidade é onde moram muitos senhores de idade por conta da sua quantidade de lares de idosos. Num domingo a tarde você pode os encontrar na praça dançando, jogando alguns jogos ou apenas conversando, sempre com o típico sorriso no rosto.

O que visitar

A cidade dispõe de muitos monumentos históricos, algumas igrejas e uma linda arquitetura. O legal da cidade é que você pode conhecê-la a pé, por ser bem pequena e aconchegante. Além disso, em apenas um dia você é capaz de conhecer tudo que a cidade tem a te oferecer.

Uma das entradas da cidade é a velha Ponte de Barcelos, classificada como Monumento Nacional e no seu término, junto ao rio Cávado existe a Azenha da Ponte. Quando entramos no burgo, surge destacado o Paço dos Duques de Bragança, um paço construído no séc. XV e que, apesar de estar em ruínas, está classificado como Monumento Nacional.

ponte de Barcelos

Junto do Paço, existe um lindo jardim onde no seu centro está inserido o Pelourinho manuelino e logo à sua frente um edifício de grande relevo arquitetónico e muita carga simbólica: o Palácio Solar dos Pinheiros.

pelourinho de Barcelos

A Igreja do Bom Jesus da Cruz ou Igreja das Cruzes. A sua origem está relacionada com o aparecimento misterioso de uma cruz de terra negra no chão neste local em 1504. Duzentos anos depois foi erguido este templo para lembrar este “milagre”. Toda esta zona é palco de importantes eventos, como a Festa das Cruzes e a Feira Semanal.

Igreja de Barcelos

Este amplo espaço é “guardado” pela Torre de Barcelos, que fazia parte da antiga muralha e que já serviu de prisão. Esta Torre, também conhecida por Torre do Cimo da Vila, Postigo da Muralha ou Torre da Porta Nova, está classificado como Monumento Nacional. Você pode até visitar o interior da mesma, la dentro possuem artesanatos de Barcelos e depois de muitos degrais, no topo da mesma, dispõe de uma visão espetacular de toda a cidade. A subida é grátis, então aproveite.

torre de Barcelos

O Largo da Porta Nova, agora convertido em zona pedonal, tem o mesmo nome da Torre já que estão no mesmo lugar e conhecidos por delimitar o antigo ao novo centro da cidade. No mesmo, é localizado o Jardim das Barrocas, dele sobressaem grandes janelões em que um deles permite a entrada, ver obeliscos e fontes.

jardim das Barrocas

A lenda do galo

Uma das várias versões da lenda conta que os habitantes de Barcelos andavam alarmados com um crime que ficou impune. Um peregrino galego que, certo dia, passava por Barcelos a caminho de Santiago de Compostela foi denunciado como o criminoso ao juiz.

O peregrino foi preso e condenado à forca, apesar das suas juras de inocência. Antes de ser enforcado, pediu, como última vontade, que o levassem à presença do juiz que o condenara. Em casa do magistrado, que se preparava para trinchar um galo assado, o peregrino pediu a Santiago e disse: «É tão certo eu estar inocente como o galo que tem aí na mesa cantar antes do dia acabar!»

Todos os presentes riram, mas, para espanto de todos, antes do fim do dia o galo levantou-se e cantou. O juiz correu até ao local da forca e libertou o pobre inocente.

Galo de Barcelos

Gatronomia

A base da gastronomia de Barcelos é a cozinha minhota. Os pratos de peixes tradicionais da cidade são o polvo, a lampreia do rio e o bacalhau. Nas carnes possuem os famosos rojões (que são nacos de carne de porco da parte da pá ou da barriga, fritos em banha num tacho, de preferência de ferro), cabrito assado e a vitela assada.

Mas os pratos típicos da cidade são as papas de sarrabulho (confecionadas com sangue de porco, carne de galinha, carne de  porco, salpicão, presunto, chouriço e pão ou farinha de milho), arroz de pica no chão e o galo assado.

Espero que goste da cidade e todo o seu encantamento. Te garanto que não vai se arrepender de visitar Barcelos!

Matrícula infantil em Portugal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.